segunda-feira, 30 de julho de 2012

Idolos - Finalmente, a Final

E finalmente o programa Idolos acabou. E eu só tenho a dizer que já não era sem tempo. Para mim foi a pior edição de sempre. Aquilo que poderia ser um bom programa de entretenimento televisivo tornou-se numa banhada de programa que não trouxe nada de novo e se tornou insuportável. E ainda bem que existem outros canais que nos permitem ver outros programas. A fase inicial foi uma lástima, péssimos castings, o júri a tentar ser engraçado, os apresentadores a quererem mostrar a sua faceta cómica (que não existe), enfim tudo o que um "Malucos do Riso" tem para mostrar, mas a dobrar.
Com o inicio das galas, a minha esperança rejuvenesceu, mas aos poucos aquilo foi-se tornando tão trágico e deprimente que para aí à quinta gala desisti de todo de ver o programa. Já não podia com o Manzarra (e ainda não posso), constantemente a interromper o júri, a querer ser engraçado e a querer ter toda a atenção, qual burro do Shrek. A Bárbara Guimarães a vomitar frases feitas e comentários que nada têm a ver com o formato do programa. O mini Idolos (WTF?) que meteram lá pelo meio para encher chouriços. Os bons candidatos que foram sendo eliminados injustamente. As discussões entre os jurados em directo, enfim, aquilo tornou-se demasiado mau. A partir daí acompanhei apenas alguns momentos pela internet e aquele candidato que eu pensava que seria eliminado logo na terceira ou quarta gala, foi-se revelando um forte finalista e isso ficou provado naquele que para mim foi o momento alto desta péssima edição do Idolos. Quando Diogo Piçarra, o grande vencedor, cantou a versão "Skinny Love" de Bon Iver. E, apesar da Mariana Domingues ser uma boa cantora e mostrar que tem talento, a vitória do Diogo foi muito merecida.

2 comentários:

o stressado disse...

Subscrevo tudo! Nunca se viu um programa tão mau . Abraço

Rute Roquefort disse...

Fica a pergunta:

Do que é que tu gostas afinal de contas?
Lolol...