sexta-feira, 31 de julho de 2009

Separados à Nascença?! (VII)

(Dustin Hoffman vs. José Malhoa)
Apercebi-me das semelhanças entre estes dois indivíduos quando, num destes dias entrei numa Worten e deparei-me com um CD de José Malhoa numa prateleira. Juro que a primeira coisa que me veio à cabeça foi "o que é que faz a fotografia do Dustin Hoffman num CD de música, a que filme pertence esta banda sonora?!". Afinal tratava-se do último trabalho do pai da Ana Malhoa. Se calhar alguns de vós não irão encontrar semelhanças entre eles, talvez porque Hoffman tem andado afastado do cinema e a imagem que guardamos dele é de quando era mais novo. Mas a idade não perdoa e com o passar dos anos ele e José Malhoa ficaram parecidos, sim.

Pagar Impostos

Ontem, quando fui buscar o meu correio, no meio de uma tonelada de publicidade, entre panfletos do Modelo, a Dica da Semana e até um cartão da Igreja Jeová, estava uma discreta carta que era tudo menos publicidade. Antes receber uma tonelada a mais de publicidade na caixa de correio do que uma carta daquelas. O remetente era as Finanças, isso mesmo, o nosso querido Estado escreveu-me. Em tempo de férias e tudo, tão querido que ele é. Em poucas palavras, os senhores acham que eu estou muito bem na vida, que o quase um terço do ordenado que desconto todos os meses não chega para contribuir para este país que pouco ou nada faz por mim e então como tal, tenho ainda de pagar IRS. E agora vocês perguntam, e é muito? É, quase o meu ordenado. E já pagaste? Não! Pagar impostos é das coisas que mais detesto fazer, sinto que estou a ser roubado, aquele dinheiro dava-me jeito para outras coisas. Mas como sou cumpridor e gosto de ficar de consciência tranquila, vou pagar, pois quero que os senhores ministros gozem bem as suas férias e que os seus ordenados cheguem a tempo às suas contas. Senão depois eles têm de recorrer às contas offshore no estrangeiro e é muito chato.

Dia Internacional do Orgasmo

Desconhecia que havia o Dia Internacional do Orgasmo, pelo menos até hoje de manhã, quando ouvi falar disto na rádio. E celebra-se hoje, dia 31 de Julho. Agora percebo a música do Quim Barreiros "Qual é o melhor dia p'ra casar, Sem sofrer grande desgosto, É o 31 de Julho, Porque depois entra Agosto". Ok, estou a divagar, se calhar não tem nada a ver com o assunto. Mas a ideia de existir um Dia Internacional do Orgasmo não é descabida de todo, se existe também o "Dia Internacional das Zonas Húmidas", porque não homenagear esse ponto alto da excitação sexual? Parece que a ideia surgiu através de uma rede de sex-shops inglesas, com o intuito de venderem mais apetrechos sexuais. A adesão foi tanta que o dia acabou por ser instituído. Qualquer dia ainda vamos ter o Dia-Internacional-da-Borbulha, ou então o Dia-Internacional-do-Joanete ou ainda o Dia-Internacional-da-Gripe-Suína, que está muito em voga agora.
Deixo-vos algumas curiosidades acerca daquele que todos desejam alcançar, mas nem todos lá conseguem chegar:

- A palavra orgasmo vem do grego orgasmós que significa ferver de ardor.

- O orgasmo tem uma duração de cerca de 2 a 10 segundos no homem; na mulher a duração do orgasmo é de cinco a dez segundos a mais que o masculino. Em algumas mulheres, já foram medidos orgasmos de até 1 minuto.

- Na hora do orgasmo, as paredes da vagina soltam uma descarga de 244 minivolts. Cinco mulheres juntas produzem energia suficiente para acender uma lâmpada de um volt.

- Na idade média as mulheres evitavam ter orgasmos durante a menstruação, para que os seus filhos não nascessem ruivos.

- O orgasmo de um coelho dura apenas quatro segundos.

- Cientistas japoneses estão a criar o preservativo musical. Eles instalaram um micro-chip na ponta do preservativo e querem que ele toque "Love me do" quando se atinge o orgasmo.

- Em 1593, um médico divulgou a existência do clitóris pela primeira vez. Ao observar uma mulher acusada de bruxaria, ele descreveu o órgão como "o bico do seio do diabo".

E é isto, deixo-vos com um vídeo alusivo ao orgasmo. Chamo a atenção para as mentes mais sensíveis e aconselha-se a colocar o som no mínimo. Agora vou ali ter um orgasmo e já volto.

video

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Um Dia Faço Uma Tatuagem...

...Ontem foi o dia!
Nunca tivera antes a ousadia de fazer uma tatuagem, mas ontem esse dia chegou. Sempre gostei de tatuagens, gosto de ver um corpo bem tatuado, sem exageros, claro, mas sou apreciador da tatuagem como uma forma de arte corporal. E eis que, passados todos estes anos e após tantas indecisões e incertezas, lá me decidi finalmente a fazer a minha primeira tatuagem. O resultado? Perfeito, melhor ainda do que estava à espera. Agora é deixar cicatrizar e manter os cuidados de hidratação, não apanhar sol, não ir à piscina, para que ela se mantenha assim perfeita. Depois talvez publique aqui uma fotografia.
E porquê fazer uma tatuagem aos 31 anos? É talvez a realização de um desejo que há muito me assaltara, mas que ao mesmo tempo me acompanhava a par com um certo receio, porque afinal uma tatuagem é para toda a vida, é algo que apenas morrerá conosco. E então havia aquele "medo" de errar na escolha da dita ou ainda de fazer uma má escolha em relação ao tatuador. Ou ainda de gostar tanto que depois não iria parar de me tatuar. Mas tudo isso foi superado, amei o resultado e estou feliz com a minha tattoo.
E para terem ideia do quanto eu gosto de tatuagens, quase todos os dias acompanho no canal "People & Arts" o programa Miami Ink, uma espécie de reality show, num estúdio de tatuagens onde seis amigos convivem, apresentando-nos um pouco da sua vida privada. Eles tatuam os clientes que nos revelam sempre uma história por detrás de cada tatuagem, o porquê de estarem ali e porque fazem "aquela" tatuagem. Pelo meio existem momentos de pura diversão como o facto de estarem constantemente a pregar partidas ao estagiário Yogi.
(Kat Von D.)
Deles todos o meu preferido é a Kat Von D., uma tatuadora de 26 anos que é perfeita naquilo que faz. As tatuagens que faz parecem autênticas fotografias (ver site oficial aqui). Existem pessoas a fazerem milhares de quilómetros para serem tatuados por ela. Já tatuou várias personalidades, entre as quais, Nickelback, Steve-O, HIM, Lady Gaga, entre outros. Ela já perdeu a conta ao número de tatuagens que possui no corpo, mas é o exemplo mais vivo de um corpo bem tatuado.
O mesmo já não se pode dizer da cantora Amy Whinehouse que, apesar de ter sido abençoada com um vozeirão, tem muito mau gosto quanto à escolha das tatuagens que faz. Não combinam, não estão interligadas, fazendo lembrar um quebra-cabeças sem solução.
(Amy Whinehouse)

Playboy - Agosto 2009

Já se encontra à venda nas bancas o número 5 da Playboy Portuguesa. Confesso que estava à espera da Maya na capa da revista deste mês. Depois de toda a especulação que prolifera pela internet, e depois de ter feito uma "recauchutagem" às mamas, tudo indicava que a taróloga/relações públicas posasse para a revista, arrasando de vez com a reputação da publicação. Mas ainda não foi desta e assim sendo ela aceitou antes pousar para a FHM que não é nada mais que uma revista de igual, atrevo-me mesmo a dizer, melhor calibre que a Playboy. Para os mais curiosos, podem espreitar as fotos da Maya aqui. Talvez venha a fazer um post sobre isto.
A revista do mês de Agosto poderia ser "A" Playboy, a revista das revistas, aquela que viria dar crédito a uma publicação igual a tantas outras, ou não tivesse como convidada de capa a sensual e giríssima modelo Débora Montenegro (fotos e video "making of" aqui). Mas como ninguém é perfeito e como a editora da revista não sabe o que fazer ao dinheiro, decidiram deitar tudo a perder e convidaram para ser fotografado o também modelo Ricardo Guedes, namorado da Débora. Pior decisão não poderia ser tomada. Mais valia terem pago mais qualquer coisita à Débora, na condição de ela de despir mais um pouco e mostrar o que as outras nunca mostraram. Mas não, a Playboy continua igual a si própria e a seguir a linha de pudor que mostrou logo com o número 1. Mas quem é que compra a revista para ver o namorado da Débora Montenegro? Ok, se calhar continuam a querer alargar as vendas ao público feminino. Se assim for, editem uma Playgirl que elas agradecem. Quanto às fotos em que ela aparece sozinha, são de qualidade sim senhor, e a Débora está ali para mostrar que sabe ser uma boa profissional.
Quanto à foto da capa...má, muito má, aquele fundo preto, sinistro, que não se parece com nada, e depois o nome da Débora a bold tapando-lhe os mamilos. Ainda não percebi qual o problema que esta malta tem em colocar umas mamas numa capa de revista (veja-se o exemplo dos brasileiros).
Para terminar gosto da frase na capa, do entrevistado deste mês, Filipe La Féria "A cultura em Portugal é o futebol". Nada mais correcto e deve estar um artigo interessante, mas não vou aprofundar porque não é esse o tema deste post.
Conclusão: ainda não foi desta que a Playboy se destacou como revista masculina e até acredito que a FHM venda mais este mês. Há por aí muito perverso que "ah e tal, a Maya porque é velha e feia, e coiso" mas vão a correr para ver se os editores do Photoshop fizeram ou não um bom trabalho.
Acredito que, à semelhança de outros países, se a Playboy fizesse um casting para meninas que queiram pousar na revista, e não, não precisam de ser famosas, iriam ter muito mais sucesso e ficaria muito mais barato. Não faltam por aí tipas a querer aparecer, a perseguir a fama e que seriam capazes de se despir de preconceitos, colocar o pudor de lado e mostrar aquilo que nenhuma Playboy ainda mostrou. E acreditem, há por aí muita menina desconhecida que encosta a um cantinho uma Soraia Chaves ou mesmo uma Cláudia Vieira.

Os Meus Cereais Preferidos

Adoro comer cereais ao pequeno almoço. E por mais marcas que experimente, por maior que seja a variedade de cereais no mercado, a verdade é que eu acabo por voltar sempre aos meus velhos e fiéis "Clusters" da Nestlé. Ainda estão para nascer os cereais que me façam abandonar os saborosos "Clusters", quer na versão Amêndoas, quer na versão Chocolate. Uma deliciosa mistura de flocos estaladiços de trigo integral com crocantes de amêndoas e nozes, pedaços de amêndoas e um toque de mel.
Ah... um pequeno pormenor, eu como os cereais tal como eles saem da caixa, sem adição de leite ou iogurte. Gosto deles assim, estaladiços.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Castelo de S. Jorge

Ontem foi o meu primeiro dia de férias e aproveitando o facto de ter uns assuntos pendentes para resolver em Lisboa, ocupei o tempo livre que me restou para fazer algo que há muito andava a adiar, ir visitar o castelo de S. Jorge. Nunca lá tinha entrado, mas muitas vezes o observei lá de baixo, da cidade, invejando a magnifica vista que ele ostenta. E lá fui, encosta acima, cheguei ao dito castelo com o desejo iminente de fotografar Lisboa vista daquele espaço e numa outra perspectiva totalmente diferente. À entrada disseram-me que tinha de comprar um bilhete que custava 5 €. Fiquei indignado, pois Lisboa aparentemente deve ser das cidades mais caras do país no que toca a entradas em museus e monumentos. Mas fiquei mais indignado ainda por se tratar de um castelo, património do estado. Ora, sendo eu um cidadão deste país, trabalhador, cumpridor, pagando sempre a tempo os meus impostos até ao último cêntimo, ainda tenho de pagar para entrar em património nacional. Podia ser uma quantia simbólica, tipo 1€ ou 2€, compreende-se que não fica barato manter um monumento daqueles, mas 5€?! É quase um roubo. Depois admiram-se que os portugueses não passem cartão à cultura e que se estejam a marimbar para os nossos monumentos.
Mas uma vez que tinha feito todo aquele caminho e subido até ao castelo, não me dei por vencido, paguei os 5€ e entrei. Se valeu a pena? Claro que sim, a vista é deveras fantástica, mas não vale de todo o preço do bilhete. Já vi melhor, por muito menos. Ainda sobre o bilhete, parece que não sou o único a achar caro. Uns turistas franceses que por ali andavam comentavam o mesmo e tratava-se de uma família numerosa. Partindo do princípio que aquele não seria o único monumento de Lisboa que iriam visitar, deixam por Lisboa uma pequena fortuna.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Na Cidade dos Estudantes

Regressado de um fim-de-semana passado na cidade de Coimbra. Deu para matar saudades dos (muitos) bons momentos ali passados, para reencontrar alguns amigos, colocar a conversa em dia, carregar baterias. E ainda houve tempo para dar uma escapadela a Tentúgal e comer ali os famosos pastéis que são divinais. Sabe sempre bem voltar a Coimbra!

sábado, 25 de julho de 2009

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Google Street View em Portugal

Já tinha ouvido falar dessa preciosíssima ferramenta que é o Google Street View, um recurso da Google que disponibiliza vistas panorâmicas de 360° na horizontal e 290° na vertical e que permite aos usuários/utilizadores verem partes de algumas regiões do mundo ao nível do chão. Isto é possível através de fotografias panorâmicas tiradas por uma câmara especial, que se encontra montada em veículos que percorrem as ruas de várias cidades espalhadas pelo mundo.
O que eu desconhecia era que esses veículos já se encontravam a fotografar as cidades portuguesas. E num destes dias passei por um destes veículos nos arredores de Lisboa. Claro que todo aquele aparato de equipamento electrónico instalado no veículo é tudo menos discreto, chamando logo a atenção. Mas inicialmente não associei ao Google Street View. Só quando vi o autocolante da Google na porta é que se fez luz, mas fiquei surpreendido, pois não estava à espera de os ver por cá tão cedo. Mas tratando-se de um gigante como a Google, talvez não seja motivo para tanto espanto.
Consta que as cidades de Lisboa e Porto já foram fotografadas. Braga será a terceira e última cidade portuguesa (pelo menos para já) a fazer parte do Google Street View. Ainda não há uma data prevista para o lançamento desta aplicação em Portugal, no entanto, já estão disponibilizadas imagens de vários países de todo o mundo, como o Japão, Austrália e Estados Unidos. Na Europa, Portugal é o quinto país onde foi feita a recolha de imagens, depois de Itália, Reino Unido, Holanda e Espanha.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

"Cornos" é Coisa de Meninos

É caso para dizer que o ex-ministro da Economia, Manuel Pinho, perto destes deputados da Coreia do Sul é um autêntico betinho. Pinho quis armar-se em menino mau e rebelde, fazendo corninhos para os seus adversários políticos. Coisa pouca, muito fraquinho. Acabou por se demitir, arrependido do seu acto.
No parlamento da Coreia do Sul a coisa pia de maneira mais viril. Ali os conflitos são resolvidos ao murro, aos empurrões e aos gritos uns com os outros. Já vai sendo um habitué naquele Parlamento. Resultado: dezenas de feridos e um parlamentar hospitalizado. Isto sim, é coisa de maxo! E não houveram demissões! E sem "corninhos"!
[in JN]

domingo, 19 de julho de 2009

Porque a Vida é Feita de Oportunidades...

Stand Up Comedy com...

...Eduardo Madeira!Ontem fui assistir a um espectáculo de Stand Up Comedy com Eduardo Madeira. Gosto deste tipo de espectáculos porque, quando se trata de um bom humorista, como é o caso, vale sempre a pena a dose de boa disposição que dali se traz. E ontem não foi excepção, o Eduardo está em boa forma no que respeita à comédia e presenteou-nos com cerca de uma hora e meia de bom humor. É um desastrado em palco, no bom sentido da palavra, claro. Quando dá por ele já é papéis por todo o lado, fios enrolados, microfone desligado, enfim. Pelo meio ainda nos apresentou algumas músicas de sua autoria que fizeram lembrar os tempos em que pertencia ao grupo de nerdrock Cebola Mol. Valeu cada minuto ali passado.

sábado, 18 de julho de 2009

Lidl vs. Modelo/Continente

Sou um consumidor exigente e ir às compras é algo que gosto de fazer e encaro como um agradável desafio. Comparo produtos, preços, vejo datas de validade, alguns ingredientes, comparo promoções, etc, e não vou sempre ao mesmo hipermercado.
Por estes dias fui confrontado com uma publicidade na "Dica da Semana", publicação gratuita semanal das lojas Lidl, em que declaravam "guerra" aos hipermercados Modelo/Continente, anunciando preços mais baratos para os mesmos produtos ou equivalentes (ver imagem). Questiono-me sobre até que ponto este tipo de publicidade é ou não permitida. Em tempos o Pingo Doce tentou fazer algo do género com o Jumbo e a publicidade deixou de existir. Entretanto parece que o Modelo/Continente não ignorou de todo este ataque por parte do Lidl. Ontem fui às compras ao Modelo e na entrada existia um grande cartaz com o mesmo tipo de publicidade. Cerca de dez, quinze produtos, de um lado da marca Continente e do outro do Lidl com os preços afixados, em que os do Modelo/Continente eram mais baratos.
Quanto a mim acho que este tipo de publicidade não funciona e não sendo grande adepto, nem de um nem de outro, acho que ambos ficam a perder. Há cadeias de supermercados bem mais originais na publicidade que não precisam de atacar na concorrência e cujos preços são bem mais baratos. Para além de que a publicidade neste ramo de comércio está a banalizar-se demais. Compreendo que em tempo de crise todos queiram baixar os preços e vender mais barato, mas é preciso atacar a concorrência para atingir objectivos?! Onde está a inovação na publicidade? A originalidade? Aqueles comerciais que ficam no ouvido, cuja frase nos lembramos quando passamos pelo produto nas prateleiras?
E depois estes comparativos de produtos não são de todo fiéis, senão vejamos, comparar uma água "Continente" com uma água "Penacova" ou um azeite "Continente" com um azeite "Chaparro" não é bem a mesma coisa. Ambos os produtos são diferentes, porque quando comparamos dois produtos devemos ter em conta factores como os ingredientes, meios de produção, engarrafamento, denominação, etc. O correcto seria pegar numa água "Vitalis" por um preço x, mais barata que a mesma água "Vitalis" vendida noutro hipermercado. E aí sim, seria concorrência leal.
Acho que os supermercados só têm a perder com a guerra das marcas brancas, porque cada caso é um caso. Mesmo assim acho que o Jumbo ainda é dos que praticam os melhores preços. Comecei por ir ao Jumbo desde que as gasolineiras aumentaram de forma desmesurada o preço dos combustíveis, chego a poupar cerca de 10 cêntimos/litro quando abasteço e recuso-me terminantemente em ir ás grandes gasolineiras. E foi então que comecei a frequentar o hipermercado que me surpreendeu com os preços, chegando a ter produtos 60% mais baratos que noutras superfícies.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Morreu Cármen Bousada

Morreu no sábado passado, vítima de cancro, Maria del Cármen Bousada de Lara, a mulher que em 2006, foi mãe de gémeos. Tinha então 67 anos. Cármen Bousada passou a ser nessa altura a mãe mais velha a dar à luz, o que lhe deu direito a uma entrada directa no livro do Guiness. Lembro-me perfeitamente da polémica que envolveu esta mãe, tudo devido à idade que tinha. Ela tentou fazer no seu país, Espanha, a fertilização que lhe permitiria engravidar, tendo-lhe sido negada pelos médicos, uma vez que o limite legal para efectuar esse tipo de tratamento é 55 anos. Não satisfeita e fazendo uso desmesurado do seu egoísmo, Cármen viu-se obrigada a vender várias propriedades e outros bens de família, foi para os Estados Unidos, onde mentiu sobre a sua idade e conseguiu fazer o tratamento de fertilização numa clínica em Los Angeles, tornando realidade o seu sonho de ser mãe. Quando se descobriu a verdade, já ela estava grávida, chegou-se a temer pela sua vida e gerou-se uma grande polémica entre a comunidade médica e ética sobre as idades da maternidade.
Os gémeos nasceram em Barcelona, em 29 de Dezembro de 2006, sem qualquer tipo de complicação a nível de saúde. Cármen afirmava que tinha esperança em viver muitos anos para acompanhar o crescimento dos seus bebés. Pouco tempo depois deu-se o principio do fim, fora-lhe diagnosticado um tumor maligno. Cármen morre três anos depois, aos 70 anos e deixa duas crianças pequenas sem ninguém para cuidar delas.
Isto é apenas um exemplo de muitos que demonstra os extremos a que pode ir o egoísmo do ser humano. Esta mulher nunca teria sanidade mental para cuidar dos seus filhos e uma coisa destas nunca deveria ser permitida, seja em que país for. Por mais que fosse um sonho para ela ser mãe, ela teve tempo e idade para isso, ou então não haveria a chamada "idade biológica", ideal para ter filhos. Pobres crianças que sem terem culpa de nada, agora irão ser entregues para adopção, tudo por causa do egoísmo de uma mãe.
[in jornal.pt]

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Há Dias Assim...

...em que apenas apetece ficar a preguiçar e não fazer absolutamente nada!

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Quero Experimentar Isto...

...ou não fossem os frutos vermelhos os meus preferidos!

Sobre Vizinhos

É com agradável satisfação que leio esta notícia. E apesar de tardia, é de louvar por parte da justiça a decisão final. A ser tomada como exemplo, pode ser um ponto de partida para uma reviravolta nas (más) relações entre vizinhos. E no que toca a estes, a falta de respeito, a arrogância e a má educação por vezes fala mais alto levando a situações desagradáveis.

Eu já fui "vítima" de algumas situações menos agradáveis por parte de vizinhos. No entanto nunca tive de chamar a polícia nem de fazer justiça pelas próprias mãos, embora, por vezes, é o que mais dá vontade de fazer. Desde um casal na casa dos 30 que discutia quase todas as noites, em altos berros, só se destacando a voz dela. Este mesmo casal que, por vezes ia passar o fim-de-semana fora e deixava sempre o despertador programado para as 07h00 da manhã. A senhora na casa dos 50, que alugou o andar de baixo e que no início, enquanto ainda não trabalhava, "papava" as novelas todas da TVI, com o volume no máximo, até altas horas. Ela que dizia "amar a Natureza" e transformou as varandas frontais e traseiras numa autêntica floresta amazónica, tal não era o aglomerado de plantas, árvores, arbustos, sem contar com a quantidade de passarada que havia pelo meio, que até durante a noite chilreavam. Aquilo já era uma espécie de jardim botânico, pois já várias pessoas paravam debaixo das varandas a comentar aquela mancha verde, com pássaros pelo meio. Foi ainda esta senhora que, parecendo fazer de propósito, sempre que a minha mulher estendia a roupa acabada de lavar, ela ia acender o fogareiro a carvão, impregnando a roupa de fumo e cheiro a peixe. Ainda o casal na casa dos 40 que gostavam de partilhar as suas intimidades sexuais com o mundo, tal não eram os gritos de entusiasmo da senhora que chegou a acordar-nos algumas vezes fora de horas. O marido parecia ter um negócio de carros usados e tentou transformar a garagem que é comum numa oficina de mecânica. Claro que correu mal. Mas o que causava mesmo mau aspecto era o aglomerado de chaços estacionados à porta do prédio. O rapaz jovem que comprou o rés do chão mas pagar o condomínio é que não era com ele. Os dois vizinhos que trabalham em logística e que trazem para casa as carrinhas do trabalho, não dando qualquer hipótese a quem queira estacionar junto ao prédio. E ainda o casal de brasileiros que, para além de serem antipáticos e anti-sociais, conduzem mal e não sabem estacionar, ocupando espaço que não lhes pertence. Para além disso, parece que ela arranja unhas em casa, o que faz com que constantemente entrem e saiam pessoas estranhas ao prédio.

Mas o pior, o grande pesadelo que demorou a ser banido, foi a mãe divorciada com duas filhas adolescentes de aspecto seboso. Dentro daquele apartamento fumavam-se cigarros, queimava-se incenso, havia barulho a toda a hora e vários adolescentes a entrar e a sair a qualquer hora do prédio. Todos sabiam o código de acesso da entrada que acabou por ser desligado, até hoje. Aquilo era uma espécie de bar. O cheiro no prédio era tal, que eu para me dirigir ao segundo andar tinha de tapar o nariz. Chegaram a fazer dos vasos de plantas cinzeiros e urinóis, sim eles mijavam nos vasos. Apoderaram-se de uma divisão do condomínio, no sótão, fechando-a à chave e escondendo as mesmas. Quando chamámos um técnico para arrombar essa divisão, haviam colchões no chão com aspecto nojento, beatas por todo o lado, e duas bicicletas que tinham sido roubadas da garagem aos vizinhos do primeiro, completamente desfeitas. A parte eléctrica do portão da garagem foi totalmente destruída, tendo que para o abrir, fazê-lo manualmente. As paredes começaram a ficar sujas e até as bicicletas e skates os putos já traziam para dentro do prédio. Aqui tivemos mesmo que fazer queixa à gestora do condomínio, bem como à proprietária do apartamento, que era alugado. Ela não acreditava que aquilo fosse verdade. Felizmente saíram, mas as chatices essas ninguém as pôde evitar.

Estes foram casos que aconteceram comigo, todos eles em tempos diferentes. Poderia mencionar outros de amigos e conhecidos, mas tornaria este post ainda mais extenso. Só para lembrar que infelizmente ainda existe muita gente que não sabe, mas também não quer saber viver em sociedade e que se está cagando para os que o rodeiam, só pensando em si e no seu mundo. E enquanto assim for, viver em condomínio continuará a ser infernal para muita gente.

A sentença que este tribunal ditou, apesar de ter levado sete anos a ser decidida, é digna de ser tomada como exemplo e referência, porque todos têm o direito de serem respeitados, quando debaixo do seu próprio tecto.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Insólitos

E quando chegar a tua hora final, o que mais vais desejar? Um funeral digno e luxuoso, pois então. Sob o lema "Ganhe Um Funeral Com a Rádio Santiago", é com bastante orgulho que esta rádio, situada em Guimarães, está a oferecer em sorteio aos seus ouvintes, um...funeral! Acredita se quiseres. (ver vídeo aqui) Pois, a ideia até parece bastante mórbida, mas a verdade é que a rádio, pertencente ao grupo com o mesmo nome, compromete-se a oferecer um funeral cheio de mordomias e a custo zero. Para isso só tens de preencher os cupões editados no jornal do grupo, colocá-los numa tômbola e esperar até ao dia 18 de Dezembro, data em que será conhecido o "feliz" contemplado. Depois é só esperar. Por isso das duas uma, se achas que andas cá à demasiado tempo, podes colocar um ponto final na tua vida e tens um funeral de sonho. Ou então, com um bocado de sorte podes sempre oferecer como "presente" de Natal a uma tia-avó que já esteja com os pés virados para a cova, ou ainda a uma sogra. Em tempos de crise já ajuda a poupar nas prendas.
Uma coisa é certa, se esta rádio procurava protagonismo e divulgação, isso já conseguiu, pois vários meios de comunicação falam neste assunto. Mas não é a primeira vez que fazem um concurso fora do vulgar. Em tempos já chegaram até a oferecer vacas e porcos aos seus ouvintes.
Há malucos para tudo.

domingo, 12 de julho de 2009

Simple Things

Nada como um simples telefonema ao fim da tarde, uma espécie de "na tua casa ou na minha", do qual se proporciona um magnífico jantar. É sempre com enorme prazer que recebo em casa os amigos para jantar e este soube ainda melhor, pois foi bem regado com um verde "Via Latina" bem fresquinho. Para terminar em beleza, já noite dentro, umas boas caipirinhas preparadas de forma artesanal, sempre a acompanhar.

sábado, 11 de julho de 2009

De Garra Afiada

Ontem, enquanto esperava numa fila para jantar, vi uma coisa que me deixou perplexo. Eu até compreendo que, com o tempo quente, o que aumenta de forma circunstancial o uso de sandálias, chinelos e afins, as senhoras gostem de andar com as unhas mais compridas e arranjadas, (falo das unhas dos pés, obviamente) exibindo, por vezes até, algumas formas de arte, devido às técnicas inovadoras de pedicure que vão surgindo no mercado. Mas aquilo que eu vi, meus amigos(as), aquilo não eram unhas, aquilo eram garras, e pior, garras pintadas de castanho, o que dá ainda um toque mais chunga. Acreditem que já vi corujas, cujas garras estavam mais apresentáveis do que aquilo. Escusado será dizer que mais nada me passou pelo pensamento durante todo o jantar, a não ser aquela unhaca nojenta. Não sei o que leva estas pessoas a deixar crescer as unhas desta forma. Será que acham que ficam mais sexys? Um conselho: uma unha curta e arranjada fica sempre MUITO mais bonita.

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Queijadas de Côco

Há já algum tempo que eu não publicava aqui uma das minhas receitas. Assim sendo, hoje decidi dedicar-me mais um pouco à cozinha e fiz Queijadas de Côco. É uma receita económica, rápida e muito fácil de fazer. Ficaram deliciosas! Deixo-vos então uma óptima sugestão para surpreenderem os familiares e amigos, este fim-de-semana, nos almoços/jantares lá de casa. Aqui fica a receita:Ingredientes:

(para o recheio)
3 gemas e 3 ovos
50 gr. de côco ralado
2 dl de leite de côco
150 gr. de açucar
10 gr. de farinha maizena

(para a massa)
250gr. de farinha
1,5dl de água
50 gr. de margarina
1 casca de limão
sal q.b.

Preparação:
Levar a àgua ao lume juntamente com a margarina, a casca de limão e uma pitada de sal, até ferver. Retirar a casca de limão e juntar a farinha de uma vez só, misturando energicamente com uma colher de pau, até a massa formar uma bola uniforme. Na bancada amassar com as mãos até a massa ficar elástica e quase fria.

Num recipiente, juntar as gemas e os ovos inteiros, misturando-os com uma vara de arames. Adicionar o açucar, o côco ralado, o leite de côco e a maizena, misturando tudo muito bem com a colher de pau.

Com o auxílio do rolo, estender a massa, cortando-a em rodelas e com ela forrar formas de queijadas, previamente untadas de margarina. Encher com o creme e levar ao forno pré-aquecido a 200ºC, durante cerca de 20 minutos. Quando prontas, desenformar e polvilhar com côco ralado.
Et voilá, a mim deu para cerca de 24 queijadas. Bom apetite.

Teorias da Conspiração

Que os milhões de fãs de Michael Jackson em todo o mundo chorem de forma histérica a sua morte, eu até compreendo. Que quisessem preparar o grande funeral do século, tornando-o quase num acto circense, nada contra. Que esses mesmos fãs o queiram tornar imortal, acreditando em teorias não comprovadas, bem cada um acredita naquilo que quer. Mas daí a acreditarem que Michael Jackson voltou ao rancho de Neverland sob a forma de fantasma, isso já é demais. E vem demonstrar o quão pequenino pode ser um cérebro humano ao acreditar neste tipo de coisas. Tudo depois de o canal CNN ter publicado em directo este vídeo onde se vê passar ao fundo uma sombra de um corpo humano muito idêntica a Michael Jackson. Após este vídeo ter sido divulgado na CNN, milhões de fãs começaram, via Internet, a dizer que tinham visto essa sombra a passar e que acreditavam piamente tratar-se do espírito de Michael. Um produtor do programa já veio a público dizer que aquela sombra pertencia a um trabalhador da mansão de Neverland que se encontrava lá naquele momento, mas mesmo assim ainda há quem defenda com unhas e dentes (porque o cérebro nestas situações fica como que hibernado) que se tratava do espírito do cantor.
Na minha opinião é mais uma das muitas teorias infundadas que se formam e continuarão a formar à volta da inesperada morte do "rei da pop".

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Life Goes On...

Separados à Nascença?! (VI)

Javier Bardem e Jeffrey Dean Morgan. Cheguei a pensar que eram uma e a mesma pessoa. Soube da existência de Dean Morgan quando ele entrou na quarta temporada da série "Anatomia de Grey" e cheguei mesmo a pensar que se tratava de Javier Bardem. É que até o timbre de voz de ambos é muito semelhante e consegue enganar o telespectador mais distraído. Mas é um facto, eles são mesmo muito parecidos. Quanto a Bardem, o seu talento é indiscutível, veja-se o seu último desempenho no filme "Vicky Cristina Barcelona" de Woody Allen. Quanto a Jeffrey D. Morgan, para além de alguns papéis secundários em algumas séries, entrou em filmes como "P.S. I Love You" e "Accidental Husband", ao lado de Uma Thurman.

CR9

Não sendo eu um adepto ferrenho do "desporto-rei" que é o futebol, não consigo compreender todo este exagero de mediatismo à volta da figura de Cristiano Ronaldo. Desculpem-me os fãs de Ronaldo, bem como os adeptos do Real Madrid, mas não estará a ser exagerada, talvez até doentia a forma como está a ser vivida a transferência do "craque" para aquele clube de Madrid? Senão vejamos, na passada segunda-feira, dia em que se comemorou essa mesma transferência, cerca de 85 mil pessoas estiveram presentes no estádio Santiago Barnabéu, um record, dizem. Até aqui tudo bem. Mas a forma como foi feita cobertura a este evento por parte dos média portugueses roçou o exagero. Nesse dia não houve despedimentos em Portugal, não houveram fábricas a fechar, não houve gripe A, nem tão pouco se falou das temperaturas instáveis para esta altura do ano. Cerca de metade, senão mesmo dois terços dos telejornais foram dedicados a Cristiano Ronaldo, então apelidado de "o rei de Madrid". Mas que porcaria de país é este que dá tanta importância a um fenómeno destes?!
Aparte o talento de Ronaldo que, segundo os entendidos, sabe dar uns pontapés na bola e isso eu não discuto, e já que ele nasceu com esse talento, acho muito bem que dele obtenha todos os frutos. Mas não estará a ser dada demasiada importância à sua pessoa? Não estarão a ser criadas demasiadas expectativas em relação ao antigo CR7 do Manchester United, agora CR9 do Real Madrid? Muitos outros portugueses houveram que de outras formas se destacaram lá fora e deram reconhecimento ao nosso país além fronteiras. Mas não me lembro de ser dada tanta importância a esses factos como está a ser dada a Cristiano Ronaldo.
Segundo ele, o seu sonho de criança está a ser concretizado. Pois, eu se fosse bom a jogar a bola e tivesse um clube que me oferecesse milhões, também iria ter esse sonho de criança. É só até aparecer outro clube que lhe pague mais ainda. Só espero que ele tenha um futuro brilhante e que use e abuse do seu talento para não desiludir os fãs que o seguem e que acreditam nele, quase como um Deus, quase a roçar o doentio.

domingo, 5 de julho de 2009

Alguém Explica?

Ontem, enquanto conduzia na A1, ultrapassei um Nissan Qashqai, modelo muito recente, cujas letras da matrícula eram HV. O curioso foi o mês e ano de registo que era 08/09. Sim, eu vi bem, era Agosto de 2009. Alguém explica?

Os "Cornos" de Manuel Pinho

[Assembleia] - reunião dos membros de um grupo ou organismo, regularmente convocados para deliberar sobre assuntos particulares ou de interesse público; (Do lat. *assimuláre, «pôr em conjunto; juntar», pelo fr. assemblée, «assembleia»)[in Dicionários Porto Editora]
É de lamentar a atitude do ex-ministro da economia, Manuel Pinho, na passada quinta-feira, na Assembleia da República. Assembleia esta que, cada vez mais foge aos seus princípios e significado, pois ali tudo se passa, tudo se fala, tudo se discute, menos aquilo que interessa, que é o (mau) estado da nação. E sem querer alongar-me muito, este gesto que Pinho encenou para a oposição, só vem provar que o nosso Governo está fragilizado, sensível, a precisar de uma reforma urgente. Um gesto patético, baixo, ofensivo mas bastante expressivo, porque em toda a sua essência, só veio mostrar aquilo que de mais comum se passa nos debates da nação. A Assembleia faz lembrar uma espécie de mercado do Bulhão, em que só se ouvem berros, gritos, insultos e bocas foleiras, cada um gritando mais alto que o outro, como se assim tivesse mais razão ou fosse mais respeitado. E no meio de tudo isto, um fedor horrível de peixe mal amanhado. Este é o retrato perfeito dos debates na Assembleia. Os debates Governo-oposição, atingiram um nível tal que já não há nível.
E a Manuel Pinho, saltou-lhe a tampa, chegou ao seu limite de demência e esta-se a cagar para os demais, sacando de um gesto obsceno que era desnecessário para atingir aquilo que por certo há muito desejava, só ainda não tinha encontrado uma forma original para o fazer, que era demitir-se deste governo. Agora fica a questão, é ele que está mal? Verdade seja dita, enquanto ministro, pouco ou nada fez que fosse digno de mais tarde ser recordado ao associado ao seu mandato. E sempre que se falava na sua figura, nunca era por um bom motivo, ou porque "metera a pata na poça" com mais uma das suas milhentas "gaffes" ou porque estava a lixar o contribuinte. Mas este gesto "heróico" ficará para a história e a atitude que teve, em abandonar o seu cargo, por certo eu também a tomaria, pois quem é que gosta de estar dentro de um barco cheio de ratos e baratas?!

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Coisas Que Me Deixam Bem Disposto

Do DVD "Panda Vai à Escola" - Laranjas e Bananas

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Fotos do Voo 447 da Air France

De certeza que muitos de vós já receberam na vossa caixa de correio electrónico, pelo menos um mail com as imagens aqui apresentadas. Eu já, e não foi só um, foram, vários. Só ainda não percebi como é que há pessoas que não conseguem perceber que estas imagens nunca poderiam ser reais. Elas fazem-se acompanhar de um texto que diz que foram tiradas por um dos 228 passageiros do voo 447 da Air France, que se despenhou em pleno oceano Atlântico, há duas semanas atrás. A máquina fotográfica deste passageiro foi encontrada no meio dos destroços, totalmente destruída, mas o cartão de memória permanecera intacto.
Pois fiquem sabendo que se trata de uma grande aldrabice, inventada por alguém que não tem nada mais importante para fazer na vida. Estas fotografias são screencaps da famosa série de TV "Lost" e foram usadas, supostamente por um internauta brasileiro, como se fossem do voo da Air France.
Basta pensar um bocado para, em primeiro lugar, questionar-se sobre quem seria o passageiro que, no meio de toda aquela aflição, prestes a ser expelido pela cauda do avião, se daria ao trabalho (e caso o conseguisse) de sacar da máquina fotográfica e tirar fotografias. E em segundo lugar, tendo em conta o facto de a máquina ter sido encontrada completamente destruída, como muito bem explica o texto, é quase impossível um cartão de memória mergulhado em água durante dias, ainda estar intacto.
É caso para dizer que esta malta anda a ver muita televisão!