sábado, 26 de setembro de 2009

Puzzle Passion

"Four Seasons" by Alphonse Mucha

Já antes aqui confessei a minha paixão por puzzles e de vez em quando dedico-me a este tipo de passa-tempo. E a paixão é tal que, quantas mais peças tiver o puzzle, maior é o entusiasmo. O maior puzzle que fiz até hoje tem 3000 peças ("Guernica" de Picasso) mas nem por isso foi o mais difícil. Agora encontro-me no meu maior desafio até hoje no que aos puzzles diz respeito. Acabei de comprar o "Four Seasons" de Alphonse Mucha que é composto por 4000 peças. Como não tenho paredes suficientes para pendurar todos os que faço, alguns deles acabo por os oferecer, mas parece-me que este, por ser o maior de sempre, vou mesmo ficar com ele. Agora é meter mãos à obra e não descansarei enquanto não o completar, talvez lá para o Natal. Mas a avaliar pela foto seguinte, parece-me que o resultado final é mesmo bom.
(imagem encontrada via Google)

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Dirce Migliaccio 1933 - 2009

Foi com algum pesar que ouvi hoje a notícia da morte da actriz brasileira Dirce Migliaccio. Para quem não está familiarizado com este nome, Dirce foi a primeira actriz a interpretar o papel de Emilinha na série juvenil "O Sítio do Picapau Amarelo", em 1977. Quem não se lembra da irreverente, simpática e atrevida boneca de trapos interpretada por esta actriz? A série passou alguns anos mais tarde no nosso país e fez parte do imaginário de muitas crianças, eu inclusive.
Faleceu hoje na cidade do Rio de Janeiro, aos 76 anos.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Outono

Parece que começa hoje uma nova estação, o Outono. Por acaso já tinha reparado que as noites estavam mais frias, mas a avaliar pelas temperaturas que se fazem sentir, parece que o Verão teima em deixar-nos. Mas é melhor mentalizar-me que tenho de começar a arrumar os chinelos na prateleira e a devolver às gavetas os calções e as t-shirts. Para o ano há mais. Resta-me aproveitar com intensidade estes últimos dias de temperaturas amenas que cada vez são mais pequenos e dar as boas vindas ao Outono que, não sendo a estação que mais gosto, quer queira quer não, tenho de conviver com ele.

É o Que Se Chama "Anúncio de Cocó"

Nunca antes foi dado tanto ênfase à palavra cocó em publicidade como agora. Reparei hoje, enquanto procurava ver alguma coisa útil na TV, no novo anúncio publicitário a esse inovador produto ambientador que é o Brise Toque&Fresh. Neste anúncio temos um puto com ar de mimado que repete a seguinte frase durante três vezes "Mamã quero fazer COCÓ". Ora, não sei o que é pretendido com esta publicidade, creio que o objectivo será vender ambientadores, mas acreditem, com o ênfase que é dado ao dito cocó, não sei se irão conseguir. Apenas encontrei a versão francesa do anúncio, que pode ser vista aqui.
Há anúncios maus mas este é um daqueles exemplos vivos a que se pode chamar o verdadeiro anúncio de cocó.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Anjos & Demónios

Não fui ver este filme ao cinema, nem tão pouco criei grandes expectativas à volta do mesmo, talvez por ter ficado desiludido com o seu antecessor "O Código Da Vinci". Li ambos os livros antes de ver os filmes, o que deve ter contribuído para a decepção de "O Código Da Vinci". Talvez porque ao ler o livro vamos criando na nossa imaginação as personagens e imaginando os cenários conforme os conhecimentos adquiridos. Depois, vamos ver o filme e não tem nada a ver. Mas agora que tive oportunidade de visualizar o "Anjos & Demónios", confesso que fiquei bastante surpreendido com a qualidade do filme. Não é com certeza um grande filme mas é um bom filme. Vale pelos excelentes cenários que, apesar de alguns serem réplicas, uma vez que o Vaticano proibiu as filmagens em locais como a Capela Sistina, por exemplo, deixam uma ideia da potencial beleza e riqueza da cidade do Vaticano. Gostei também da forma como foi abordado o assunto da rivalidade entre a Igreja e a irmandade dos Iluminatti. A história do filme também está bem dirigida e decorre de forma clara e objectiva, e para quem não leu o livro irá ficar surpreendido com o final.
Quanto ao actor principal, Tom Hanks, não é nem de longe um dos meus actores preferidos, mas serve para o papel desempenhado, apesar de achar que lhe falta qualquer coisa, mais energia, talvez. De uma forma geral, este filme merece ser visto.

sábado, 19 de setembro de 2009

Regresso às Aulas...

(encontrado aqui)
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades. Ainda sou do tempo do leitinho com chocolate. As gerações de hoje são mesmo muito à frente.

10 Coisas Que Não Deves Fazer... #1

...no Cinema!
Quantas vezes já assististe a um filme no cinema em que alguém perto de ti deixa tocar o telemóvel repetidas vezes com um toque bem estridente, atende e fala como se estivesse na rua? Ou alguém sentado ao teu lado passa o filme todo a trocar saliva desenfreadamente com a parceira do lado? Ou ainda aquele idiota que deixa cair o pacote das pipocas mesmo em cima dos teus pés? É este tipo de situações que deves tentar evitar quando vais ao cinema para VER um filme.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Patrick Swayze 1952 - 2009

Acabou por perder a batalha que travava contra um cancro no pâncreas desde há quase dois anos. Faleceu hoje, aos 57 anos de idade. Foi um actor que ficou gravado na memória da minha geração pelo brilhante papel que desempenhou como bailarino no filme "Dirty Dancing" em 1987. Quem não se lembra dos seus deslumbrantes passos de dança ao lado de Jennifer Grey? É um filme que fica para a história e talvez tenha sido o ponto mais alto da carreira deste actor. Mais recentemente, fez parte do elenco da série televisiva "The Beast" na qual desempenhava o papel de Charles Barker, um agente do FBI.

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

domingo, 13 de setembro de 2009

E o Cartão Vermelho Vai Para...

O Peter of Pan lançou-me este desafio que consiste em dar-me uma espécie de poder virtual para mostrar o cartão vermelho àquilo ou a quem me apetecer. Irei assim distribuir 10 cartões vermelhos, aleatórios, sem qualquer ordem de preferência, mas admito que a escolha foi muito difícil e se tivesse que mostrar mesmo a alguém ou a alguma coisa o cartão vermelho, não seriam 10, nem 100, talvez alguns milhares. Aqui vai:

1 - Mostro o cartão vermelho a todos os padres, bispos, arcebispos, seminaristas, freiras, enfim essa gente que lidera o clero, o Papa incluído, por tentarem vender a religião como se de um produto de beleza se tratasse, tirando usufruto disso a nível pessoal e aproveitando-se dos pobres coitados que acreditam nas suas "sábias" palavras. Incluo também neste cartão vermelho as duas velhotas da Igreja Jeová que, apesar de eu já ter dito várias vezes que não estou interessado e que não tenho tempo para essas coisas, elas insistem em tocar-me à campaínha nos meus dias de folga, bem cedo, quando ainda estou a dormir, inclusive aos domingos, dizendo que andam a "espalhar a palavra do senhor". É uma falta de respeito.

2 - Mostro a merda do cartão vermelho àquelas taxas irritantes que nos são cobradas pelos bancos. Ora, nós colocamos lá o nosso dinheirinho que tanto nos custa a ganhar e depois se o queremos levantar, é-nos cobrada uma taxa. Mas se eu quiser continuar com ele lá sem lhe tocar, outra taxa é cobrada. Se faço uma transacção, a bela da taxa mais uma vez. Taxa para aqui, taxa para ali, isto dezenas de vezes, multiplicado por milhões de clientes, é assim que os bancos enriquecem à nossa custa. Mais vale guardar o dinheiro debaixo do colchão.

3 - Um grande cartão vermelho a todos os políticos em Portugal, TODOS sem excepção, mesmo à jeitosa da Joana Amaral Dias, pela má política que praticam. Incluo neste cartão os corruptos deste país o que não quer dizer que todos os políticos sejam corruptos e vice-versa. Aprendam com os países desenvolvidos.

4 - Um cartãozinho vermelhinho a todas as pitas parvas que dizem que só comem uvas se não tiverem graínhas e as cerejas só se a empregada lhes tirar os carocinhos. Há gajas mesmo fúteis!

5 - Um big cartão vermelho a todos aqueles anúncios que prometem milagres e fazem magia. Falo dos anúncios a produtos de limpeza e detergentes que com um simples gesto são capazes de limpar uma divisão inteira. Ou basta uma gota de determinado produto para lavar uma pilha enorme de loiça suja. Mas há quem acredite nisto?

6 - Este cartão é para quem baniu a Manuela Moura Guedes da grelha da TVI. Eu até nem gosto muito dela, não via o programa dela, mas vamos lá ver uma coisa, ela era a única pessoa com tomates para enfrentar José Sócrates, ela "pegava o boi pelos cornos" sem qualquer tipo de pudor.

7 - E por falar em bois, um grande cartão vermelho para as touradas, os toureiros e tudo o que está ligado à tauromaquia deste país. Para mim não passam de uma cambada de frustrados e complexados que se acham os maiores só porque conseguem espetar umas farpas num animal inocente. Tomara que um boi bem bravo lhes enfie os cornos pelo cú acima.

8 - Mostro o cartão vermelho à justiça neste país que é talvez das coisas mais desorganizadas e lentas que já vi. Esperam-se anos se for preciso para ver um simples processo jurídico resolvido.

9 - Este cartão vai para as senhoras da limpeza do meu local de trabalho que, sim senhor nós até temos vários ecopontos espalhados, eu e os meus colegas até nos preocupamos em separar o lixo devidamente, mas depois vem a senhora da limpeza, de saco preto em punho, e toca a misturar tudo lá para dentro como se não houvesse amanhã. Vale bem a pena separar o lixo.

10 - Um grande, enormíssimo cartão vermelho a todos os exploradores deste país que vivem às custas de subsídios patrocinados pelo Estado, cujo dinheiro faz parte dos meus impostos e de outros tantos milhões de trabalhadores. Falo daqueles que andam frequentemente a saltar de emprego em emprego por forma a estarem o máximo tempo possível sem trabalhar e receber o subsídio de desemprego. E também daqueles que não produzem absolutamente nada para o país e só porque pertencem a etnias diferentes, ou têm famílias numerosas, vivem dos subsídios de inserção social e passam os dias de papo para o ar sem fazer nenhum.

E é isto, claro que passava mais cartões vermelhos, mas não saíamos daqui. Como tal, e assim manda o desafio, vou passar o testemunho a outros cinco cidadãos, para terem liberdade total de atribuír cartões vermelhos a quem ou ao que quiserem. São eles:

A Terceira Via
Blog do Silvestre
Épa Cum Catano
La Vie En Rose
Lost In A Thought

A Contradição de Sócrates

É o que se chama "dar um tiro no pé" aquilo que o nosso PM fez. Ontem, ao saír do debate frente-a-frente com a sua adversária política, Manuela Ferreira Leite, José Sócrates afirmou perante os jornalistas presentes que, caso o PS ganhasse as próximas eleições legislativas, mudaria todos os ministros existentes no actual governo, sem excepção. Não posso estar mais de acordo, se o governo é novo que se renovem os ministros também, mas sem esquecer o Primeiro Ministro. Se é para todos, ele que não se arme no líder que não é.
Hoje já veio a público desmentir, que tenha dito tal coisa, que fora mal interpretado e que os portugueses sabem o que ele quiz dizer (?). Depois não digam que a culpa é dos jornalistas.

Robbie's New Single

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Censurado

Nunca me pronunciei antes sobre o caso Maddie McCann, tenho uma opinião pessoal acerca do mesmo mas que prefiro não comentar. Serve este post para partilhar a minha indignação para com a notícia de ontem acerca do livro "A verdade da Mentira", escrito pelo ex-inspector da PJ, Gonçalo Amaral. Neste livro, este ex-agente relata a sua versão da história do estranho desaparecimento de Maddie, ele conta detalhadamente a sua "verdade". Ao que parece o casal McCann não gostou do que ali foi escrito, vá-se lá saber porquê. Decidiram então avançar com uma acção cautelar contra a divulgação do dito livro. Ontem, o tribunal Cível de Lisboa decidiu a favor dos McCann, proibindo a venda do livro e ordenando a retirada das lojas de todos os exemplares do livro, e todos os que estiverem em armazém irão ser entregues a uma depositária. A decisão impede ainda, tanto o autor como as editoras de falarem sobre o livro ou sobre qualquer outro assunto relacionado com as teses do desaparecimento da pequena Madeleine.

Ora, eu não sei onde isto irá chegar, mas estamos num país onde a censura é cada vez mais comum. Em Fevereiro passado o livro "A origem do Mundo" foi censurado numa feira de Braga por se considerar obscena a fotografia da capa, onde está exposto o sexo de uma mulher, da autoria de Coubert. Na semana passada, foi retirado do ar o "Jornal Nacional" de sexta-feira, do canal TVI, cuja apresentadora era Manuela Moura Guedes. Toda a gente sabe que aquele programa noticioso, bem como a jornalista em causa não eram bem vistos pelo actual governo. O programa foi retirado do ar, não se sabe bem porquê, por quem, nem quais as razões. Agora é o livro de Gonçalo Amaral que acaba de ser proibido. Não encontro justificação plausível para isto acontecer, pois o livro apenas relata a verdade dos factos investigada por Gonçalo Amaral. E doa a quem doer, o que lá está escrito não deixa de ser a opinião dele da qual ele dá provas. Estará a democracia na qual vivemos em risco de ruír? Parece que estamos a voltar ao tempo da outra senhora.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

09.09.09

O dia de hoje marca uma data muito especial. É o dia 9 do mês 9 do ano de 2009. Só se volta a repetir daqui a um milénio, precisamente no ano de 3009. E este dia foi por muitos povos ansiosamente esperado, principalmente pelos chineses que atribuem ao número 9 uma simbologia bastante especial. Para eles o 9 significa sorte e sucesso e quando pronunciado em chinês ("gau") está associado a longa duração, sendo por isso escolhido por muitos casais como o dia eleito para darem o nó, já que é aquele que oferece, à partida, mais garantias de sorte e sucesso no futuro.
Sendo a superstição uma das características mais fortes da cultura milenar chinesa, a numerologia está sempre presente na vida daquele povo e atendendo ao significado que tem para eles o número 9, muitos são os que escolhem a data de hoje, não só para se casar, mas também para jogar nos casinos e apostar 9 vezes no número 9, em 9 mesas diferentes.Também se julga que o palácio da Cidade Proibida, em Pequim, foi construído com 9.999 quartos. 9 é também o número de esferas celestes, de oríficios do corpo humano e dos meses de gravidez. O Trono Imperial Chinês tem 9 degraus e 9 portas que o separam do mundo exterior, porque o Microcosmo é feito à semelhança do Céu. Aos 9 Céus, opõem-se as 9 Fontes que são as moradas dos mortos. O Céu Chinês tem 9 planícies e 9.999 cantos. Os Céus Budistas também são 9. 9 foram as regiões de onde os 9 pastores trouxeram o metal para a fundição dos 9 caldeirões. 9 noites e 9 dias é o tempo que separa o Céu da Terra e esta do Inferno.

Não só na cultura chinesa, mas na mitologia de diversas culturas, o 9 tem um significado especial, estando associado em quase todas à medida exacta da busca de proveito, ao encerrar de um ciclo e início de outro superior, já que é o maior número singular.

Os japoneses são provavelmente o povo que faz uma excepção à regra no que se refere à simbologia em que o número 9 está envolvido, estando para eles associado a azar e sofrimento. Como tal, os japoneses mais supersticiosos vão hoje, dia 09.09.09, procurar evitar quartos de hotel com o número 9, hospitais e tudo o que esteja relacionado com 9, ao contrário da maioria dos locais do mundo, em que o 9 será o número mais procurado.

Separados à Nascença?! (VIII)

Fica o mistério. Quem terá vestido o quê primeiro ou quem terá nascido primeiro. Ter-se-á a raínha Elisabeth de Inglaterra inspirado no ""Poupas" da Rua Sésamo para vestir aquele modelo amarelo que lhe dá um ar de avestruz desorientada? E quanto a Vitória Beckam, com aquele ar de "what´s up bitch", onde terá ela desencantado todas aquelas penas? Aposto que foi o criador do "Poupas" que se inspirou em Sua Alteza para criar aquele boneco. Ou então não, mas que estão parecidos, lá isso estão!

Litoral Alentejano

E mais um fim-de-semana que passou, este um pouco diferente dos outros. E por forma a quebrar a rotina e também aproveitando o tempo fantástico que se fez sentir, rumámos a uma das zonas de Portugal que mais gosto de visitar, o Litoral Alentejano. Desde Melides, passando por Santo André, Sines, S. Torpes, Porto Côvo, Ilha do Pessegueiro, Vila Nova de Milfontes e até Zambujeira do Mar, estes foram os locais que tive o prazer de visitar. Sempre com a gastronomia alentejana como companheira de viagem, serviram estes dias para descansar do intenso volume de trabalho que se tem feito sentir por aqui e deu para carregar baterias e enfrentar uma nova semana. De resto soube bem ter o mar por perto, cheirar a maresia, ouvir as ondas e sentir o sol a banhar-nos a pele. Será com certeza um fim-de-semana a repetir a curto prazo, se o tempo assim o permitir.

domingo, 6 de setembro de 2009

Seis

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

My Fake Baby

Ontem à noite, enquanto preguiçosamente fazia zapping pelos canais cabo, parei isntantâneamente no TVI 24. Estava a começar uma reportagem que faz parte da rubrica "Observatório do Mundo" daquele canal, apresentada por Paulo Salvador e que se chamava "My Fake Baby". Fiquei incrédulo, pois não queria acreditar naquilo que os meus olhos estavam a ver. A dita reportagem era sobre mulheres britânicas, já de idade avançada que, ou por não terem mais nada que fazer ao dinheiro, ou por se sentirem sozinhas no mundo, ou porque padecem de uma doença de foro psicológico bastante grave (e esta parece-me ser a opção mais acertada), gastam rios de dinheiro a comprar umas bonecas chamadas "Reborns", que são em tudo semelhantes a um bebé verdadeiro, até nos mais nítidos detalhes. O pior é que estamos a falar de senhoras "aparentemente" normais, que têm uma vida social, são casadas, têm maridos, filhos e até netos. Mas os laços por elas criados com as "Reborns" são de tal forma fortes e verdadeiros que levam qualquer pessoa a confundir aquelas bonecas com um bebé real. Elas fazem todas aquelas coisas básicas que um bebé faz, desde comer, dormir, evacuar, bolsar e até respirar. Conforme a loucura dos pedidos que são feitos na encomenda, estes "bebés" podem até chorar e ouvir-se o seu coração bater.
Aqui está uma pequena amostra deste documentário, onde aparece a criadora das "Reborns" (a mulher mais jovem) e as suas potenciais clientes, algumas que coleccionam as bonecas e se pavoneiam na rua, com carrinhos de bebé, vão às compras com eles, perdem horas a comprar roupinhas de bebé, fazem tudo como se de uma vida humana se tratasse. (Para ficar a saber mais sobre as "Reborns", basta introduzir "fake baby" no Youtube).Quanto a mim não sei, mas isto deixa-me inquieto e é no mínimo preocupante e mórbido. Não encontro explicação possível que justifique o que move aquelas mulheres a ter aquele tipo de comportamento nas suas vidas, vidas que partilham com outras pessoas. A minha vontade, se assim estivesse ao meu alcance era de lhes dar um valente abanão, acordá-las para a vida, mas ao mesmo tempo, tive pena delas, pois acho que existe ali muita carência afectiva e solidão pelo meio. Acho que precisam de um bom conselheiro em Psicologia.
O mundo é de facto um lugar estranho, intrigante e muito surpreendente.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Descobre as Diferenças

Aparentemente a fotografia de baixo poderia retratar uma família próxima dos Simpsons, aqueles simpáticos bonecos amarelos que habitam a cidade americana de Springfield. Poderiam ser até uns primos emigrados em África. Mas não se iludam, porque ambas as fotos retratam a família Simpson. O caro leitor(a) deve estar a pensar que eles passaram demasiadas horas ao sol neste Verão e ficaram com aquele aspecto mais torrado. Nada disso, para já esquece os Simpsons amarelos, porque agora eles apresentam o tom de pele mais escuro, acabaram de aterrar em Angola, usam rastas e até calçam chinelos. Em vez de uma extensa cabeleira azul, Marge exibe agora um penteado afro. Lisa e Maggie têm rastas, Bart usa carapinha e Homer Simpson trocou a sua habitual cerveja Duff americana por uma Cuca angolana. Até a decoração teve direito a mudança, veja-se o quadro com uma paisagem africana.
No entanto, este lifting que transformou esta simpática família num clã africano, não passa de um truque de publicidade da agência Executive Center, em Luanda, para promover a estreia da saga "The Simpsons", ainda este mês, em Angola. A série, quando começar a ser reproduzida será no formato original, amarelo como é hábito.
No entanto há um pormenor que me intriga. Na foto de cima existem dois animais de estimação, um cão e um gato. Na foto de baixo o gato desaparece. Não existirão gatos em Angola, ou terão os angolanos algo contra os felinos?!

It´s Time To... Celebration!

Este é o vídeo do mais recente single dessa ganda maluca que é a Madonna. Intitula-se "Celebration" e vai fazer parte de uma compilação "best of" que reunirá outros grandes êxitos da cantora e que terá o mesmo nome deste single. Só estará à venda lá para o fim do mês. Até lá deliciem-se com Celebration.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

1 de Setembro de 1939

Há 70 anos atrás, no dia 1 de Setembro de 1939, as tropas nazis de Hitler invadiram a Polónia dando início à II Guerra Mundial. Seguiu-se a União Soviética que tomou o exemplo da Alemanha. Também a França e a Inglaterra viraram-se conta a Alemanha. Durante seis longos anos as grandes potências mundiais da altura confrontaram-se em quase todos os continentes e oceanos. Só terminou em 1945.
Desta guerra resultaram cerca de 50 milhões de pessoas mortas. Outros tantos milhões ficaram transtornados para o resto das suas vidas, alguns até aos dias de hoje. Nada ficou como dantes. Este conflito entre nações foi responsável pelo mundo no qual vivemos hoje. De certa forma estamos ainda a viver o "pós-guerra".