sábado, 31 de maio de 2008

Imitação de Amy Winehouse

video

Este vídeo foi-me enviado pelo meu primo, a quem agradeço desde já. Trata-se de uma imitação perfeita de Amy Winehouse feita pela comediante francesa Florence Foresti. Ela conseguiu apanhar-lhe todos os tiques e imita-os de uma forma espectacular. Deliciem-se e bom fim de semana!!!

A Decadência de Amy Winehouse

Agora já posso respirar de alívio! Assisti ontem em directo ao concerto de Amy Winehouse no "Rock in Rio" a partir da SIC Radical e... a decadência foi mais que muita. Respiro de alívio por não ter gasto 53€ para assistir ao vivo a este concerto. A expectativa era grande entre os cerca de 90 mil presentes no festival. Com cerca de 45 minutos de atraso, Amy entra em palco a fumar, de copo na mão, afónica, embriagada, fazendo um esforço enorme para se manter de pé. Começou por pedir desculpa pelo atraso, por estar afónica e disse que deveria ter cancelado o concerto. O momento alto , na minha opinião, foi a tentativa fracassada de tentar tocar guitarra, quase caindo e necessitando de ajuda para se erguer e voltar a colocar a guitarra no chão. Mau, muito mau mesmo. O concerto lá continuou, ela foi improvisando as músicas, a voz rouca e que mal se percebia, decadência total. Acabou por chorar enquanto cantava "Love Is A Losing Game", lembrando-se do marido que está preso há quase um ano e que em breve virá para casa. A sorte dela, acho eu, foi o desempenho brilhante da banda que a acompanha e que lá vai disfarçando o espectáculo e puxando pelo público. Mas sinceramente, esta menina está mesmo a precisar urgentemente de um "Rehab" ou será o fim. Aqui podem ser vistos alguns dos momentos mais bizarros do concerto.

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Farto Do Euro 2008

É isso mesmo. O Euro 2008 ainda nem começou e eu já estou enjoado só de ouvir falar nele. Foi ao ler este post que resolvi desabafar acerca de todo este mediatismo que se está a viver em torno do futebol. Já sei que vou ser fuzilado por muitos, mas serei eu o único a achar um exagero os directos que os telejornais fazem de Viseu sobre a "nossa" selecção?! Até parece que não há coisas mais importantes para falar. Até parece que não há notícia. E isto para não falar dos telejornais que abrem as emissões com futebol. Então e os constantes aumentos dos combustíveis, dos transportes, dos bens alimentares de primeira necessidade?! Não, isso não interessa, até podemos estar tesos que nem um carapau, mas vamos lá gritar pela selecção, vamos ver os directos inúteis, saber o que Cristiano Ronaldo vai almoçar, quantas calorias ingeriu, e a que horas se vai deitar. Sim, isso é que é importante. E depois toda a publicidade exaustiva que gira em volta do Euro. Os programas especias emitidos pelos 3 canais generalistas em busca pela melhor audiência. Ahh e já me esquecia, vamos lá pendurar uma bandeirola "made in china" na varanda ou na janela que fica bonito. É tão bom ser português...ACORDEM para a vida. O país não pode girar à volta do futebol.

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Dúvidas...

Estamos apenas a escassos 4 dias de abrir oficialmente a época balnear deste ano. Perante isto, há uma dúvida, simples até, que se me coloca: Os equipamentos individuais dos salva-vidas incluem chapéu de chuva?!!!

domingo, 25 de maio de 2008

Oooohh Eva!!!

Eva Mendes despiu-se por uma causa. Não, não foi para a Playboy. Ela mostrou-se como veio ao mundo para uma campanha organizada pela PETA (People for the Ethical Treatment of Animals). O que elas fazem pelos bichinhos!!!

Se Eu Fosse Uma Ponte...

Para descontraír, resolvi fazer este teste. Então se eu fosse uma ponte seria...

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Guerra às Gasolineiras

É inquietante, preocupante a insensibilidade do nosso governo perante a realidade que os portugueses estão a viver neste momento, que é o aumento exorbitante dos preços dos combustíveis. Mas quando é que isto vai parar? Já estivemos muito mais longe de nos tornarmos num país do terceiro mundo. Desde o início do ano os combustíveis já foram aumentados dezanove vezes e o governo assiste a isto impávido e sereno, sem nada fazer. O ministro das finanças vem "cantar de galo" apelar aos portugueses para que poupem mais, e adiram às energias alternativas e não, não vai baixar o ISP. O ministro da economia ri-se da situação e o PM nem está para aí virado. Quando deveriam ser eles próprios a dar o exemplo, mas não. Andam em carros de alta cilindrada, alguns com condutores particulares e nós, os contribuintes, é que pagamos isso tudo. Depois vêm pedir para sermos mais poupados?! Temos de ser nós, o povo, a tomar uma atitude antes que seja tarde demais.
Circulam pela Internet emails que apelam a um boicote às grandes gasolineiras, a Galp, a BP e a Repsol, nos próximos dias 1, 2 e 3 de Junho. Também andam a circular SMS pelos telemóveis num incessante jogo do "passa-a-palavra". Eu, sinceramente, não acho que seja por aí que as coisas sejam resolvidas. Ao abastecermos nas pequenas gasolineiras (como as dos supermercados), estamos a poupar 1 ou 2 euros, é certo, mas estamos na mesma a pagar um imposto do qual o estado está a usufruir. Ao enviarmos SMS, também não nos podemos esquecer que as operadoras telefónicas estão a encher os bolsos a nosso custo. E depois nem todos os portugueses têm telemóvel e acesso à internet.
Acho que deveriam ser tomadas medidas drásticas e mostrar a quem governa que este país não dorme. Lembram-se do buzinão de 1994 na ponte 25 de Abril? Bastava o trânsito deste país parar por umas horas entupindo as principais artérias. Alguma acção deveria ser tomada.

quarta-feira, 21 de maio de 2008

Três Décadas Passaram...

Faz hoje exactamente, por volta das 17h55, 30 anos que, num hospital à beira mar plantado, eu vim ao mundo. Quem me conhece sabe o quanto eu não gosto de fazer anos. Eu tento encarar a coisa de uma forma optimista, normalmente as pessoas dizem "olha mais um que passou". Mas eu prefiro pensar que é menos um, ou seja estou em contagem decrescente e por isso tenho de aproveitar ao máximo os que ainda me restam. Mas os que passaram, esses já ninguém mos devolve. O que passou, passou. Mas olhando para trás e reflectindo sobre estas três décadas, muita coisa boa e má me aconteceu, mas tenho plena consciência, que todas as decisões que tomei, boas ou não, ajudaram-me a crescer e a realizar-me como pessoa. Costumo dizer que não me arrependo daquilo que fiz, mas sim daquilo que não fiz. Por norma costumo guardar na minha memória apenas as coisas boas, os bons momentos. Os maus, apesar de os recordar com menos intensidade, tendem a desvanecer-se com o tempo. Quando era criança, sonhava e ansiava por ser adulto, para ser "grande" e fazer as coisas que só os grandes podem fazer. Estudei e acreditei que um dia iria contribuir para tornar este mundo melhor. Evolui como ser humano mas constato que sou apenas mais um em milhões, sou um grão de pó nesta poeira cósmica. Aprendi a confiar e a ser confiante. Mas hoje em dia é difícil confiar em alguém, pois o ser humano está sempre numa constante competição. Temos de ser sempre melhores que o outro. Daí o mundo estar sempre em guerra. Nas nossas vivências do dia-a-dia, vamos-nos confrontando com vários desafios e estabelecemos vários objectivos. Alguns conseguimos alcançá-los, outros nem por isso, mas eles fazem parte das nossas vidas e ajudam-nos a crescer. Claro que a família e os amigos também têm um papel determinante na meta a alcançar, mas a tendência, à medida que os anos passam, é a família ficar indiferente e os amigos serem cada vez menos. E aí temos de contar apenas com nós mesmos e lutar por chegar ao fim.
Hoje, tento viver um dia de cada vez, não gosto muito de planear o futuro. É por isso que, fazer anos para mim não é especial. É um dia como outro qualquer. Gosto de enfrentar desafios e para mim, viver, já é um desafio. E já que tive a honra de conhecer este mundo, o melhor é aproveitar enquanto cá estou e viver um dia de cada vez, como se fosse o último.

terça-feira, 20 de maio de 2008

Portugal No Seu Melhor?!!

Tirei esta fotografia num local de culto. O Santuário do Sameiro, em Braga. Achei piada e resolvi fotografar pelo contra-senso que representa. O multibanco em questão, pertencente ao banco BPI, fica situado num edifício anexo ao santuário, no qual se encontra também um museu e, pois claro, uma loja de "souvenirs". Os senhores do BPI não são parvos de todo. Estando nós num santuário e com uma loja de artigos religiosos mesmo ali ao lado, já não há desculpa para não levar um santinho de recordação para casa. "Ah e tal não tenho dinheiro...." Não faz mal, o multibanco está mesmo ali ao lado. Ahh, e já agora, como se encontra em chão sagrado, não se esqueça de deixar uma esmola à santinha que está lá no monte a zelar pelo nosso bem!

domingo, 18 de maio de 2008

Publicidade Ecológica

Gosto destes mupis publicitários. Acho que foram muito bem concebidos. Têm um "je ne sais quois" de cómico e a mensagem que se pretende transmitir é perceptível. Preocupados cada vez mais com o ambiente, mas mesmo assim não conseguimos abdicar do nosso automóvel, porque não optar por um carro mais económico e menos poluente?! (mais aqui)

terça-feira, 13 de maio de 2008

Acerca Dos "Globos de Ouro" na SIC

É só impressão minha ou a apresentadora Bárbara Guimarães está cada vez mais fútil e sem graça?! É que do pouco que vi desta gala dos Globos de Ouro da SIC, ela não deu uma para a caixa.
Gostei particularmente do momento em que ela fez a apresentação dos nomeados para a categoria de "Melhor Banda" e parafraseou o seguinte: "para melhor banda temos os "Olá" com o álbum Cintura", quando deveria ter dito Clã. Dá-me a sensação que se lhe tirarem o teleponto da frente...ela fica completamente à nora. E depois tenta improvisar com piadas parvas com as quais afunda ainda mais a sua imagem. Mas para mim o ponto alto foi mesmo a cena decadente entre Herman José e Jorge Palma em que o primeiro arrastou literalmente o segundo pelo palco fora, isto após ambos terem caído numa tentativa mal sucedida de Herman a pegar Jorge Palma ás cavalitas. Mas o que é tudo isto comparado com o chapéuzinho ridículo de Paula Bobone?!...Do pior, mesmo!!!

domingo, 11 de maio de 2008

@Coisas Giras Por Email II@

Calvin no seu melhor!!!

sábado, 10 de maio de 2008

Caramel

Sugiro que vejam este filme. Eu fui ver "Caramel" ("Sukkar Banat", no original), e achei simplesmente delicioso."Caramel" é uma história simples que gira à volta de um gabinete de estética localizado no centro de Beirute, onde as vidas de cinco mulheres se cruzam num rol de emoções, segredos e intimidades. Layale é a personagem principal, protagonizada por Nadine Labaki, sendo ela também a realizadora do filme. Como realizadora, ela mostra o outro lado do Líbano, mais sensual, mais "doce", menos violento, o lado das mulheres. Mulheres estas que ainda vivem num mundo de preconceitos, onde domina a religião, onde não há liberdade de expressão. É por isso, o primeiro filme libanês que não retrata a guerra. Layale, Nisrine, Rima, Jamale e Rose, todas elas partilham algum segredo que temem ser revelado e levam uma vida carregada de emoções que dão a conhecer ao telespectador de uma forma muito simples mas bela. É um filme de paixões proibidas, amores audazes, onde a amizade é valorizada e respeitada, realizado de uma forma simples, sem diálogos extensos que nos dá a conhecer o lado mais sentimental do mundo ocidental.

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Ver Braga Por Um Canudo

Braga
Nunca percebi muito bem o verdadeiro significado desta expressão. Fiz alguma pesquisa e fiquei a saber que "ver Braga por um Canudo" significa não alcançar o que se deseja, querer algo e não o conseguir, ver frustradas as expectativas, ficar logrado, enganado, ludibriado. A origem da expressão, surge da existência de um telescópio no Monte do Bom Jesus há algumas dezenas de anos, através do qual as pessoas podem ver a cidade à distância.
Santuário do Sameiro
E foi o que fizemos neste fim-de-semana. Aproveitando o feriado, lá fomos visitar a lindíssima cidade de Braga. As expectativas eram muito boas e saí de lá bastante satisfeito com o que vi. Foi a primeira vez que visitei a cidade, mas é para repetir, sem dúvida alguma. Ali respira-se ar puro, a cidade encontra-se rodeada de verde, não há poluição, não há stress, não há filas de trãnsito. As pessoas, pareceu-me, são mais felizes, mais alegres e sabem aproveitar a vida, passeando ao ar livre, tomando uma bebida numa esplanada com um amigo ou fazendo caminhadas em família pelos montes vizinhos, desfrutando da mãe Natureza. Com um sotaque muito peculiar, os Bracarenses são simpáticos e bem dispostos. A cidade tem muito para ver. Fundada pelos Romanos há mais de dois mil anos, dela fazem parte inúmeras igrejas e locais de culto. De salientar o Santuário do Sameiro e o Santuário do Bom Jesus de Braga, cuja visita é muito agradável pois ambos estão rodeados de verde e para os visitar acaba por se dar um passeio lindíssimo. A gastronomia também me pareceu ser boa, jantámos no restaurante típico "A Taberna do Migaitas" e fiquei bastante satisfeito. Gostei e vou voltar, de certeza!
Santuário do Bom Jesus

quinta-feira, 1 de maio de 2008

A Descoberta de Cat Power!

Gosto de descobrir e ouvir novas vozes, novas músicas e novos estilos musicais. É, por vezes, ao vermos um bom filme com uma boa banda sonora, que descobrimos grandes vozes, grandes cantores e/ou grandes compositores. Foi o que me aconteceu, ao ver o filme "My Blueberry Nights" (do qual falarei noutro post), que tem uma banda sonora fantástica; acabei assim por descobrir Cat Power, que tem uma voz potente, fenomenal, única. Fiquei deslumbrado ao ouvir o tema "The Greatest" que pertence ao álbum com o mesmo nome. Desconhecia o trabalho dela, ou pelo menos tinha-me passado despercebido até aqui. Mas após uma pesquisa pela net e após ouvir vários temas, fiquei rendido ao seu talento, que é enorme, pelo menos sob o meu ponto de vista. A grande maioria das suas canções são acompanhadas por piano e guitarra, o que as tornam ainda mais belas. Acaba de ser lançado o seu último álbum, intitulado "Jukebox". E para os interessados, ela irá passar pelo nosso país já nos próximos dias 26 e 28 de Maio, para dar dois concertos, no Coliseu de Lisboa e Porto respectivamente.