quinta-feira, 30 de julho de 2009

Playboy - Agosto 2009

Já se encontra à venda nas bancas o número 5 da Playboy Portuguesa. Confesso que estava à espera da Maya na capa da revista deste mês. Depois de toda a especulação que prolifera pela internet, e depois de ter feito uma "recauchutagem" às mamas, tudo indicava que a taróloga/relações públicas posasse para a revista, arrasando de vez com a reputação da publicação. Mas ainda não foi desta e assim sendo ela aceitou antes pousar para a FHM que não é nada mais que uma revista de igual, atrevo-me mesmo a dizer, melhor calibre que a Playboy. Para os mais curiosos, podem espreitar as fotos da Maya aqui. Talvez venha a fazer um post sobre isto.
A revista do mês de Agosto poderia ser "A" Playboy, a revista das revistas, aquela que viria dar crédito a uma publicação igual a tantas outras, ou não tivesse como convidada de capa a sensual e giríssima modelo Débora Montenegro (fotos e video "making of" aqui). Mas como ninguém é perfeito e como a editora da revista não sabe o que fazer ao dinheiro, decidiram deitar tudo a perder e convidaram para ser fotografado o também modelo Ricardo Guedes, namorado da Débora. Pior decisão não poderia ser tomada. Mais valia terem pago mais qualquer coisita à Débora, na condição de ela de despir mais um pouco e mostrar o que as outras nunca mostraram. Mas não, a Playboy continua igual a si própria e a seguir a linha de pudor que mostrou logo com o número 1. Mas quem é que compra a revista para ver o namorado da Débora Montenegro? Ok, se calhar continuam a querer alargar as vendas ao público feminino. Se assim for, editem uma Playgirl que elas agradecem. Quanto às fotos em que ela aparece sozinha, são de qualidade sim senhor, e a Débora está ali para mostrar que sabe ser uma boa profissional.
Quanto à foto da capa...má, muito má, aquele fundo preto, sinistro, que não se parece com nada, e depois o nome da Débora a bold tapando-lhe os mamilos. Ainda não percebi qual o problema que esta malta tem em colocar umas mamas numa capa de revista (veja-se o exemplo dos brasileiros).
Para terminar gosto da frase na capa, do entrevistado deste mês, Filipe La Féria "A cultura em Portugal é o futebol". Nada mais correcto e deve estar um artigo interessante, mas não vou aprofundar porque não é esse o tema deste post.
Conclusão: ainda não foi desta que a Playboy se destacou como revista masculina e até acredito que a FHM venda mais este mês. Há por aí muito perverso que "ah e tal, a Maya porque é velha e feia, e coiso" mas vão a correr para ver se os editores do Photoshop fizeram ou não um bom trabalho.
Acredito que, à semelhança de outros países, se a Playboy fizesse um casting para meninas que queiram pousar na revista, e não, não precisam de ser famosas, iriam ter muito mais sucesso e ficaria muito mais barato. Não faltam por aí tipas a querer aparecer, a perseguir a fama e que seriam capazes de se despir de preconceitos, colocar o pudor de lado e mostrar aquilo que nenhuma Playboy ainda mostrou. E acreditem, há por aí muita menina desconhecida que encosta a um cantinho uma Soraia Chaves ou mesmo uma Cláudia Vieira.

3 comentários:

Mifá disse...

A Maya não tem já idade para ter juízo?

Peter of Pan disse...

Pá, essa do namorado aparecer é o cúmulo! Não vou dar 3.95€ por essa porcaria, raios os partam!

C.Cruz disse...

Mifá:
Acho que a Maya tem tudo menos juízo. Faz parte do facto de ser jet, cometer uma loucuras de vez em quando para aparecer nas revistas.

Peter of Pan:
Também achei completamente descabido convidarem o gajo para a revista. Mais uma edição ou duas e transformam a Playboy numa revista de moda, ou pior, cor-de-rosa.