quinta-feira, 30 de julho de 2009

Um Dia Faço Uma Tatuagem...

...Ontem foi o dia!
Nunca tivera antes a ousadia de fazer uma tatuagem, mas ontem esse dia chegou. Sempre gostei de tatuagens, gosto de ver um corpo bem tatuado, sem exageros, claro, mas sou apreciador da tatuagem como uma forma de arte corporal. E eis que, passados todos estes anos e após tantas indecisões e incertezas, lá me decidi finalmente a fazer a minha primeira tatuagem. O resultado? Perfeito, melhor ainda do que estava à espera. Agora é deixar cicatrizar e manter os cuidados de hidratação, não apanhar sol, não ir à piscina, para que ela se mantenha assim perfeita. Depois talvez publique aqui uma fotografia.
E porquê fazer uma tatuagem aos 31 anos? É talvez a realização de um desejo que há muito me assaltara, mas que ao mesmo tempo me acompanhava a par com um certo receio, porque afinal uma tatuagem é para toda a vida, é algo que apenas morrerá conosco. E então havia aquele "medo" de errar na escolha da dita ou ainda de fazer uma má escolha em relação ao tatuador. Ou ainda de gostar tanto que depois não iria parar de me tatuar. Mas tudo isso foi superado, amei o resultado e estou feliz com a minha tattoo.
E para terem ideia do quanto eu gosto de tatuagens, quase todos os dias acompanho no canal "People & Arts" o programa Miami Ink, uma espécie de reality show, num estúdio de tatuagens onde seis amigos convivem, apresentando-nos um pouco da sua vida privada. Eles tatuam os clientes que nos revelam sempre uma história por detrás de cada tatuagem, o porquê de estarem ali e porque fazem "aquela" tatuagem. Pelo meio existem momentos de pura diversão como o facto de estarem constantemente a pregar partidas ao estagiário Yogi.
(Kat Von D.)
Deles todos o meu preferido é a Kat Von D., uma tatuadora de 26 anos que é perfeita naquilo que faz. As tatuagens que faz parecem autênticas fotografias (ver site oficial aqui). Existem pessoas a fazerem milhares de quilómetros para serem tatuados por ela. Já tatuou várias personalidades, entre as quais, Nickelback, Steve-O, HIM, Lady Gaga, entre outros. Ela já perdeu a conta ao número de tatuagens que possui no corpo, mas é o exemplo mais vivo de um corpo bem tatuado.
O mesmo já não se pode dizer da cantora Amy Whinehouse que, apesar de ter sido abençoada com um vozeirão, tem muito mau gosto quanto à escolha das tatuagens que faz. Não combinam, não estão interligadas, fazendo lembrar um quebra-cabeças sem solução.
(Amy Whinehouse)

4 comentários:

Sílvia disse...

deixaste-me curiosa.... mostra lá a tatuagem!

C.Cruz disse...

Sílvia:
Depois vês ao vivo, é muito mais bonita. Posso-te adiantar que é uma fénix tribal.

Anónimo disse...

Fico à espera da visita

cristina disse...

Também gosto muito de tatuagens!mas ainda nao ganhei "coragem" para ir fazer uma,talvez porque também ainda nao encontrei nenhuma que gostasse,porque como tu dizes a tatuagem é mesmo para toda a vida!
Já agora onde fizeste?Em Lisboa?